sábado, 1 de outubro de 2011

Todo Mundo Espera Alguma Coisa de um Sábado a Noite..

.. Eu não. Nunca esperei. Foi aparti dos meus 12 anos que os sábados começaram a significar alguma coisa para mim, eu e minha melhor amiga de toda a vida, Buba, íamos ansiosamente para locadora do nosso bairro ver qual era a promoção do fim de semana, geralmente era, leve 2 e pague 1 e sempre saímos satisfeitíssimas com os nossos filmes. Um fim de semana ela dormia na minha casa, no outro eu dormia na dela, não que fosse algo extraordinário, já que ela morava no prédio atrás do meu e só precisava dá uns 20 passo para estar na minha casa, mas éramos felizes, muito, todos os sábados assistindo filmes, tentando adivinhar como seria o final, se entupindo de pipoca e Coca-cola, ai, me emocionei :) 
Quando completamos 14, os sábados era o dia de namorar, estudávamos a semana inteira, Pedestal morava em outro bairro, só nos virmos no fim de semana e ficávamos os 4 - Eu, Pedestal, Buba e o namorado - no banco em frente ao meu prédio namorando. Depois dos 16, mesmo ainda namorando, os sábados também era a noite do Rock in Roll na casa dos amigos, levamos bebidas, comidas e da-lhe festinha. Alguns ficavam batendo cabeça, outros se drogando e outros, onde eu estava incluída, ficavam na mesa, bebendo vinho e tendo papos cabeças, sobre os ídolos do rock, sobre livros, filmes, religião, política.. É, não esperava nada de diferente naqueles sábados, mas era divertido, mesmo sendo iguais, eram ótimos. Depois do 18, em que eu parei de gastar o dinheiro que eu ganhava trabalhando com besteira, os sábados eram diferentes, mas algumas vezes vazios, sempre em festas, em boates, dormindo na praia, mas era tão momentâneos, que logo deixavam de ser interessantes. Meus sábados foram assim desde os meus 21 anos, quando por fim encontrei o homem da minha vida. Foram 3 longos anos, cheios de sábados loucos, Deus fez com que eu me permitisse, curtisse o mundo, porque logo logo seria mãe, e ele não queria que eu viesse com a desculpa de que eu não tinha "vivido". E eu vivi, minha casa era uma arena, mais festas, mais boates, foi em um fim de semana que joguei tudo para alto com Russell, foi em um sábado, em um show que encontrei Zé. E depois disso meus sábados foram cada dia como se fosse o último, veio o casamento, veio a Penélope, e depois de 4 anos os nosso sábados são iguais: Vendo um filme, vendo um programa, fazendo uma guloseima, no pc vendo vídeos engraçados, sempre juntos, quando estou só, continuo por aqui, escrevendo que nem louca, fazendo a alegria das pessoas no msn, em um dos melhores lugares do mundo: O Twitter com todas as pessoas que são iguais a mim, não, não somos perdedores por não esperar algo no sábado, por preferir assistir seriados e trocar twitter, essa é nossa opção, a minha, e eu adoro meus sábados, sem festas, sem ter que lidar com tanta gente hipócrita e estranhas, que nem sabe quem realmente você é mais tá ali, curtindo com você, não, passei do tempo, eu não espero nada dos sábados, porque sei como eles serão, e o mais importante, porque sei que acima de tudo, serão divertidos..

13 comentários :

AquilesMarchel disse...

eu não espero nada pq acho qeu sabado é um dia bom pra namorar

txto interessantissimo e leve...

ms como nao namoro mais
estou aqui fazendo trabalho e depois pensar na vida

bom sabado garota cabeça

Gleyce K disse...

Eu não espero nada dos sábados. Aliás são todos uma verdadeira monotonia.

http://mundofashionfemenino.blogspot.com/

Beijinhos!!!

Sophia Pazos disse...

Amei esse texto!!!
Meus sábados nesse momento variam de em casa no aconchego comendo besteira vendo rockinrio na tv e badalando nas festas mais gays da cidade, gosto desse equilibrio...kkkkkkk
Bjuuuuuuu danada!

Mery disse...

Oi, amiga, como eu me identifico com você!
Hoje em dia os sábados são dias para acertar o que não consegui fazer durante a semana, trabalho e professora leva dever pra casa, sabe, né...
Aos domingos eu gosto de curtir um cineminha ou, se estiver calor eu adoro ir à praia...
Sou calma e não gosto de festas, só em família.
bjusssss
Mery*

Mery disse...

Oi, amiga, como eu me identifico com você!
Hoje em dia os sábados são dias para acertar o que não consegui fazer durante a semana, trabalho e professora leva dever pra casa, sabe, né...
Aos domingos eu gosto de curtir um cineminha ou, se estiver calor eu adoro ir à praia...
Sou calma e não gosto de festas, só em família.
bjusssss
Mery*

***Noe*** disse...

Eu tb nunca esperei nada de um sábado a noite... e faço força para n esperar de nada asuahsuas dá mais certo ;)

★★ GIZA ★★ disse...

antigamente sábado significava balada para mim, hoje em dia significa ficar me casa vendo seriados ou filmes.
beijos

Gisele Lopes disse...

Legal, Lara esse post, me fez relembrar várias coisas, nada melhor que estar ao lado de quem amamos!!! Isso é felicidade, bjo linda e bom domingo!

Luna Sanchez disse...

É que tem tempo pra tudo, né, Larinha, a cada fase um interesse, um divertimento, uma opção.

Gosto de sábados (hoje mesmo fui jantar com meus pais, tios e primos e assistir um show de dança típica gauchesca. Estava cheio de homens lindos lá, pilchados, ai, ai...tentei filmar mas ainda não sei se prestou), sempre gostei. Já os domingos me aborrecem desde sempre, fico meio triste.

Beijos mil!

Tati Lemos disse...

E quantos sábados loucos hein, loucos e bonitos.

Meus sábado e inicios de domingos de resumem a isso, visitar os blogs amigos e ver quanta coisa bonita eles escrevem.


Beijo querida!

Dhal Pinheiros disse...

O que vier é lucro em um sabadão
Beijos Meus

Mari disse...

Ficando em casa ou saindo, meus sábados são sempre iguais, porque dentro de mim nada muda.

Júuh . disse...

FICOU MUITO LINDO ESSE TEXTO!
principalmente o final em que você diz que não espera nada dos sábados porque sabe como eles serão, e o melhor, sabe que eles serão divertidos!

meus sábados nem sempre são tão divertidos, mas tá, a gente vai levando!

beeijo laritaa!

Google Analytics Alternative