quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Para os Stalker =**

*Esse post é dedicado a todos os stalker's da minha vida, aperte o play, plis!
No auge dos 24 anos, ainda pago pelos erros do passado. Cada dia que passa cai a ficha dos caminhos errados que eu tomei. Das pessoas erradas que eu deixei entrar na minha vida. Todas a vezes que me lembro disso, só me vem uma coisa na cabeça: Meu querido Russell me avisou. E eu nunca dei ouvidos. Acha que era um obsessão louca, ciúmes, mas a verdade é que ele sempre teve razão, existia pessoas que eu não deveria nem olhar para cara. Me pergunto o que leva a qualquer pessoa viver em função da outra. Não tem nada melhor para fazer? Inveja? Raiva? Amor? Todas as alternativas anteriores? É uma pena, ver que algumas pessoas evoluem outras não. Que as pessoas se fecham em mudinhos e ver o outro crescer incomoda. Sabe, sou cheia de defeitos, um monte, sou meio louca, falo alto, tudo eu grito e levo para o lado pessoal, eu tenho mania de perseguição, mas eu levo minha vida, que não é melhor do que a de ninguém. Engravidei cedo, assumir, me casei, me separei, minha vida foi péssima no último ano, terminei meus estudos com muita luta, optei em por enquanto não continuar os estudos, reconstruir meu casamento, perdoei um homem que me traiu E pisou na minha cabeça, tudo que eu passei está aqui neste blog, não tenho emprego, mas corro atrás, mas principalmente: EU VIVO A MINHA VIDA. Eu não entro em orkut, facebook, twitter de ninguém, ainda mais do meu passado pára saber como anda, se tá bem, se come, se fuma ou cheira. As pessoas vivem do jeito que elas querem, se tem 20 anos e vive como se tivesse 15, não é da minha conta, eu tenho 24 e a maioria das vezes parece que tenho 12. Sempre que alguém comenta qualquer coisa de alguém que eu conheço, continuo indiferente, ou nem procuro saber, sabe porque? Além de não me interessar, não tenho tempo, eu lavo roupa de 3 pessoas, cuido de casa e como sou doente, as vezes limpo 3 vezes ao dia, quem me conhece sabe, faço almoço, escrevo, leio vocês, procuro emprego.. Não me sobra tempo para stalkear as pessoas, o facebook de uma amiga fica aberto aqui em casa, das raras vezes que eu entro é para colocar o link do meu blog ou para saber se ela está on, somente. E ai, vai acontecendo um bocado de coisinhas e você pensa: "Mas gente, como assim?" Porque na sua cabeça as pessoas agem como você, já que eu não olho a vida de ninguém, eu espero igual e quando vai ver, olha, um monte de gente julgando, stalkeando, falando mal, interpretando da forma que quer, fazendo fofoca alheia, que por sinal e infelicidade geral dessas pessoas, não funcionou. Porque quando rola qualquer problema, eu avalio se vale a pena, se vale eu corro atrás e mostro quem eu sou, quando não vale, eu ignoro e continuo seguindo minha vida. Claro, eu não generalizo, existe pessoas que me conhece e me lêem, porque realmente gostam do que eu escrevo, porque me ver por aqui, porque se diverte, para saber como eu ando passando, sem negatividade, porque essas pessoas que entram só para tomar parte, só passam isso: Negatividade! E pior, pessoas que eu admirava, sim, MUITO! Que eu amava e que mesmo independente de problemas e distância, sempre as protegi, nunca deixei ninguém julgar essas pessoas, ao menos por achar que as conhecia. Mas o tempo e God está ai para mostra que essas pessoas são legais, boas, que só querem seu bem, só que ao contrário. E como eu disse antes, é tão lamentável ver isso, sabe?! Porque não são as ações em si que me irrita, á acreditar que eu não esperava isso, que eu ainda era leal, que eu nunca joguei no vento nada do nosso passado, é isso que decepciona, você esperar algo de alguém e ver que não é nada disso. 
Depois do choque, fiz o que eu estou acostumada a fazer, levantei e continuarei seguindo minha vida. Vejo que o tempo passou tanto para mim, que não consigo nem chorar mais diante de algumas situações, que levanto as mãos para o céu \o/ e agradeço a Deus por não precisar conviver, que posso ficar mil anos sem ver e seguir minha vida, porque esse é um fato: Não fazem mais parte da minha vida, rola o passado, rola o carinho por alguns, mas de verdade, não preciso mais conviver, vejo se der, se eu aparecer, senão, continua tudo lindo. Principalmente quando você não precisa das pessoas, porque quando precisa, ainda tem a parte chata da educação, do coleguismo, mas só dependo de um único ser - Zé, aquele gostoso - e ainda por cima, mesmo dependendo, ainda discuto e brigo como se não precisasse, faço a louca. E a única coisa que eu posso dizer para essas pessoas que tem muito tempo, é que VIVAM! Saia mais, curtam mais, namore, pegue homem, mulher, o que te agradar, ninguém tem nada haver com isso, se drogue, fume um baseado, vai ficar tão louco que nem vai cogitar stalkear alguém, estudem, faça algo pelo seu futuro, trabalhem e não se acomodem, procure sempre o melhor, leia mais, jornal, revista e livros, tem tudo isso na internet também, no fim se nada lhe agradar, vá cuidar da casa, lave os pratos, roupas, os meus melhores textos fluem quando estou cuidando da casa, por isso, como a maioria, não sento e fico parada na frente do pc, eu já sei o que vou escrever e desenvolvo. Procure fazer o que você realmente gosta, eu escrevo porque eu gosto. E se você gosta de viver em minha função, que é tão vazio que precisa mesmo me denegrir para se sentir melhor, você não tem jeito, no dia do juízo final, se entenda com Deus! 

Ps: Voltamos com as programações normais. Nos próximos capítulos: A entrevista - Tudo sobre minha última entrevista de emprego. #FATO - Minha coluna de todos os sábados, sobre coisas que são fatos. Retweets - Minha coluna de todos os domingos, com os melhores twitters da semana. Claro, a qualquer momento um post de última hora com alguma coisa de nova que pode ter acontecido na minha vida, mas não garanto nada..

12 comentários :

Júuh . disse...

infelizmente na nossa bagagem ainda temos que carregar gente sem vida própria e que adora tomar conta da nossa vida! haha. tem coisas amiga, que só rindo mesmo!

beeeijo e amo! =*

Atitude: substantivo feminino. disse...

Acredita que tive que digitar no google para saber o que era Stalkear? Pff
#lenta.

Aí vi que são perseguidores, gente que não tem o que fazer e fica bisbilhotando suas coisas sem autorização e te enchendo os culhões com azucrinações. Procede?

Nêga.
É como eu disse.
Manda ir capinar um lote, desembaraçar um dread, lavar uma louça, sabe..

Melhor remédio: indifereça.
Bater palma para maluco dançar? Jamais. Não dá para alimentar as obsessões alheias.
Indiferença neles.

Kinha disse...

Ê Larinha, a vida é assim mesmo e está cheia desse tipo de gente. Até eu arrumei um. Um tal de SPAM, deixou um comentário no meu blog e quando linkei no blog dele pra retribuir a visita vi que o cara (ou ela, vai saber) fez um post chamando a mim e outra blogueira de falsas.
Não dou cartaz a esse tipo de gente, sabe? Tem pessoas que se incomodam com sua vida, em saber e em deixar de saber. quando isso é pra bem, uma preocupação genuína, um "se importar" de maneira positiva. Já tem gente mal amada que só quer falar mal dos outros. Cheou a minha vez, e quer saber? Perguntei o que ele tinha contra o blog da colega onde eu e a outra blogueira deixamos as mensagens. Porque se eu te deixo uma mensagem, o assunto é entre nós duas. no máximo alguém complementa. Podes até discordar. Estás no teu direito, o qual eu respsito totalmente. Não é de hoje que nos entendemos, não é?
Por isso apoio totalmente sua atitude de deixar esse tipo de pessoa pra lá e seguir sua vida.
Beijos, filha!
:)

Sophia Pazos disse...

Oi Larinha!!!
Se decepcionar com as pessoa parece inevitável...
Vc diz não, não creio e a pessoa te apunhala uma faca nas costas, simples assim. Com essa coisa de rede social então seus inimigos secretos ( aquele que finge ser seu amigo e só te mete o pau ou deseja seu fracasso) podem te observar pelo buraco da fechadura. Eu mesma sei que na minha lista de facebook apesar de só ter 45 pessoas, maioria família, tem gente lá que não me suporta, então pq me adiciona??? Quer ver meu sucesso? minhas fotos?
O twitter a mesma coisa, me lembra uma frase do Jo Soares: Twitter é para as pessoas te odiarem de pertinho, kkkkkkkkkkk

Bju amiga

Teorias de Gi disse...

Falou tudo Lara é isso memso,quem vive de passado é museu e tem pessoas q naum sabem fazer nada da vida a não serr cuidar da vida das outras, mas isso nunca vai mudar e temos q esquecer...mas q é chato isso é...aff eu tbm t em casa se terminar os estudos e sem trabalhar...mas corremos atras né!
Tudo de bom a ti beijussss!!!

Winny Trindade disse...

Ai, estou om tanta saudade de você, sabe... de te ouvir e saber da sua vida.

Fiquei preocupada com o começo desse post, mas ainda bem que ele terminou bem e com você feliz e vivendo a vida. Se aceite sempre e esqueça o passado.

Amo-te minha doce Lara.

Abraço meu.

Marcela Azevedo disse...

Lara, bato palmas prá vc amiga, que faz tudo isso em casa, filho, marido e etc e ainda consegue escrever textos perfeitos feito esse. Falou tanta coisa que eu queria muito dizer na cara de muita gente. Pena sou meio desanimada, teve uma me perseguindo uns tempos atrás e deixei de postar, fiquei bem chateada.
Continue assim amiga, pisou no seu calo, entra aqui no blog e escreve...escreve...
Que a gente ama te ler.
Até esse ou essa infeliz que te enxe o saco deve amar seus textos...kkkkkk.
Bjinhos.

Luna Sanchez disse...

Eu ri muito, muito, pequena.

Também não tô nem aí pras vidas das pessoas, gosto de participar, claro, das vida das que são importantes pra mim e me consideram importante também e mesmo assim sempre tomo cuidado porque não gosto de gente invasiva.

Alguém que perde tempo controlando a vida alheia deve achar a própria vida uma grande merda.

Beijos, querida.

Tu é um tesouro, te amo, viu?

Naty Santos disse...

Isso é pura verdade!Menina,tem gente que nem fala comigo na rua e me adiciona.Para que? Eu simplesmente não aceito.Eu sei que é pra tá olhando minha vida e falando depois.
E eu sou dessas,estou nem ai pra vida alheia,oxe,tenho a minha vida e da minha família pra me preocupar,vou tá perdendo tempo com coisas do tipo,fulaninho engordou,comprou carro,fuma,bebe...isso é conversa.Cada um que viva como achar que deve,né?

Beijos amiga!

Bia. disse...

Aquela velha história né: "Dementadores"

Eee pessoas que não vivem e só sabem sugar as que realmente fazem valer estarem aqui!

Eu também não ligo não viu Lara, acho que da minha vida só quem sabe sou eu e parte das pessoas que vivem comigo e merecem saber!

Beijoo!
Fica bem ;D

Gabriela Freitas disse...

Tem que gente que não sabe viver a própria vida e precisa mostrar as "falhas, medos, erros, dificuldades" dos outros para sentir-se bem, esse tipo de gente, Lara, não merece nem ser comentado.

Mari disse...

Abstrai disso tudo amiga, não se chateie por quem não vale a pena não!

Google Analytics Alternative