terça-feira, 14 de junho de 2016

Vem cá, senta aqui, vamu chorar...

"Chorar faz eu me acalmar e suportar o peso dos meus problemas" 
 Claramente eu, mas é do filme 'Divertida Mente

Sábado, 06:15 dá manhã, e eu estava fazendo o quê?? Isso mesmo, chorando copiosamente, no ponto de ônibus, ao som de Something
Essa cena tem sido constante na minha vida. Eu tenho chorado - E é copiosamente - em TODOS OS LUGARES possíveis. Claro, o ônibus, é ainda, um lugar recordista, e estou em um nível, que nem me importo mais se neguinho tá me vendo chorar, nem coloco mais óculos pra desfaçar, nem nada, choro, choro mesmo, e vivo com isso. 


Nesse último sábado, citado acima, foi ressaca da formatura de Débora, e lá fui eu diva divante, comemorar a vida com ela e... BEBI COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ! E aconteceu uma das coisas mais rara do mundo: CHOREI O MUNDO, CHOREI TUDO, CHOREI DE SOLUÇAR! E é claro, copiosamente
No sábado eu não acordei legal, minha energia estava muito baixa, sentir o banzo se aproximar e tentei rebate-lo com a festa. De nada adiantou, ele me pegou, me pegou de jeito. Eu não consigo me lembrar de muita coisa: Lembro de chorar no banheiro, de chorar com um amigo, de jogar uma verdade na cara de uma amiga, de falar "SAAAAIIIII DAQUIIIIII" com Superman, de parar em uma pizzaria, de ter vomitado umas 4 vezes, e todo o resto, são vultos e rosto no salão. 
Gostaria de deixar claro, em minha defesa, que estou passando por um momento delicado na minha vida - Sim, já foram 3 meses, mas cada um lida com o luto como quer, né mesmo??! -, Oblivion está aí, acabando comigo, me fazendo pagar preços, me dando lições, e como eu enfrento os meus problemas? CHORANDO COPIOSAMENTE. - Também tento supera-los com meme e gifs de putaria, mas isso poderia ser tema para outro texto. - 
Gente, nem eu sei o que acontece, quando vou ver, tô lá, dizendo pra mim mesma que não vou chorar, e acabo chorando de soluçar. Mas não me sinto mal. Na verdade, chorar tem me ajudado a esvaziar. E eu não sei vocês, mas visto minhas carapuças de boa, assumo quem eu sou, meus erros - A prova disso, é ter sofrido tanto por Zé ter tido outras pessoas, julga-las, e depois passar pelas mesmas coisas, e abrir aqui de boa, jogando limpo -. Não tenho vergonha de levantar a bandeirinha "Olha como minha vida está uma merda" ou "Sou a loka que choro por tudo", choro mesmo, choro de com força, choro pelo que foi ou deixou de ser. Pelo passado, presente e futuro. Pelo início, meio e fim. Tudo. Absolutamente tudo.
Hoje Howard me ligou, e disse que meus textos estão muito tristes, que eu só consigo ver o lado negativo das coisas, eu "Se prepara, gato, vem mais texto triste por aí", não dá pra fingir o que não é, é o que eu tenho vivido, sentindo, é Junho. Então, desculpa, querido leitores, mas é assim que tenho tentando superar meus problemas. O que eu posso dá hoje, é isso. Se quiser, divido o fone com vocês, sentam aqui, nesse banco de ônibus comigo, e vamu chorar...

Um comentário :

Tânia Tavares disse...

https://youtu.be/7wv3NuWRfA8

Google Analytics Alternative