terça-feira, 29 de março de 2016

Stalker: O mundo dos Suricatas


Uma das regras do meu retiro era: Não stalkear ninguém. Como todos sabem que sou mestre em cagar regras, e devido aos últimos acontecimentos, oooobviiiooo que stalkeei, e já que estava na merda mesmo, stalkeei uma galera do meu passado, e olha, cheguei a um monte de conclusões que só me deu mais vontade de chorar no canto.. 
Primeiro, que só me ferro nessa historia de stalkear, não sei, não sei mesmo, sempre cago tudo dando uma curtida lá ou acolar, se é no Instagram, fico fazendo malabarismos com os dedos, porque nunca vi pra sempre curti, e corro pra descurti, claro, mas vai subir a notificação igual, então, sou ruim porque sempre deixo pista, não sei ser uma boa CSI, enfim.. 
Segundo, eu sempre, sempre, SEMPRE, me machuco, eu não sei se é um defeito no Facebook, mas porque vocês lá estão sempre felizes? Porque lá é tudo tão colorido, certo, perfeito, sei lá, eu não consigo acreditar, vou abrindo cada página da galera do meu passado, e estão todos lá, bem, felizinhos, casados, com os melhores relacionamentos do mundo, só ratifica o motivo por não está lá: EU NÃO SEI SER FELIZINHA. Não tenho relacionamentos perfeitos - Eu só tomo no cu no amor, já viram, né? -, eu não sou uma super gata de sucesso e.. Aaaah, por falar em super gata de sucesso, preciso dizer: Eu vejo a namorada do Russell e super entendo, ela é linda, ama os animais, aquela pessoa paz e amor, gente finíssima, nem eu á trocaria por mim, sério, eles combinam até juntos, tipo, casal feliz que não sei fazer, eu só mais aquela garota que vai brigar por comida, sabe?! Que vai empurrar da cama se quiser dormir de conchinha, sim, eu sei, sou horrorosa, mas né?! 
Terceiro, até a galera que está saindo de relacionamento é feliz lá na outra rede, e aí começa o papo que quero ter com vocês.. Gente, qual a dificuldade de está na merda quando termina uma relação? Porque ficar levantando bandeiras, posta músicas do tipo "Sabe aquele gelo que você me deu..", frases de efeito "Se isso é está na pior", gente, PAREM!!! Sair, de qualquer relacionamento que seja, você não fica supermegaultra feliz, e não estou falando de amor não, porque a gente sabe que tem um monte de relação sem amor por aí, estou falando de costume, costume de falar com aquela pessoa, costume de conviver, sair, comer, dormir, COMO NÃO SENTIR ISSO?? Como não sentir que agora aquela pessoa não faz mais parte da sua vida, que vai virar um estranho e que provavelmente, você praticamente não a veja mais, entendem o que falo? Porque assim, eu saio de relação e fico na merda, choro, sinto, tudo que faço eu penso em contar pra pessoa, mas né?! E aí de novo que percebo como eu não me encaixo nesse mundo, não vou ficar em redes sociais pintando algo que não existe, e olha, não estou pedindo pra vocês ficarem chorando e nem fazendo postagem de indiretas, ou serem amargos, ou não acreditarem em mais ninguém, estou pedindo que sintam a dor, ela está aí, sinta! Sinta a falta que o costume deixa, sinta a falta que o outro deixa, se houver amor, sinta, sinta tudo, cada detalhe, não pule etapas, não minta pra você e pras pessoas ao redor, isso só enfraquece quem você é, sentir a dor, é assumir os atos, e saber que quando passar, você estará mais forte e mais inteiro, então viva o luto, sair, conhecer outras pessoas, ficar bêbado, nada disso vai curar a dor, o que vai curar é senti-la, assumi-la e coloca-la em seu devido lugar no tempo certo, e não estou dizendo que não pode fazer tudo, pode também! Pode sair, pode se permitir conhecer outra pessoa, mas nada disso vai adiantar, se você não assumir a dor, quando você ficar bêbado, é pra aquela pessoa, que você já estava acostumado, que vai ligar, né?! - Avalie se vale a pena até fazer isso com uma outra pessoa, ninguém merece alguém pela metade - 
Depois de passar o dia inteiro stalkeando, curtindo, descurtindo, contextualizando, supondo, sublimando, eu vejo que de verdade, o mundo dos suricatas não é pra mim, me deixa triste, só me machuco, e chego a um monte de conclusão filhadaputa que ferra minha cabecinha maluca, então, não, deixar essa coisa toda pra lá.. 

A lição básica de hoje, depois disso tudo, é não se sabotar, eu tenho aprendido isso, eu tenho aprendido que eu preciso fazer o que faz bem e não o que me faz bem, estava de boinha e fui stalkear, pra quê mesmo, gente? Pra fazer cena chorando no banheiro? Não!! Não vale a pena e minha saúde mental agradece.

Ps: Obrigada pelo carinho de todos vocês, de todas as redes, cada palavra de conforto, obrigada!

2 comentários :

Anônimo disse...

Primeiramente
Não sou felizinha o tempo todo lá...☝🙌 Hahahahahahahahaha

Segundamente
Não faça mesmo coisas por lá que envolvam curtidas e dislikes...😂

Terceiramente
Quando estivermos em NYC eu farei seu perfil lá estritamente profissional.

Andrė Góes disse...

Você é humana, isso que importa. Parabéns pelo texto/desabafo, isso já me ajudou muito a fechar bem o meu dia (inclusive estava comentando sobre esse assunto agora a pouco). Continue sendo quem você é. Há pessoas que te admiram e amam dessa forma.
A sim, sempre que posso tô por aqui!
Uma dica: deleta as redes sociais. Fiz isso e olha, mudou muita coisa em minha vida!
Seu blog é genial, já basta!
Beijos.

Google Analytics Alternative