quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Meme 30 Dias: Dia 12: Um Conto

Talvez seja um pouco demais para a cabeça de algumas pessoas, principalmente fãs de "Crepúsculo" que nunca leram Harry Potter e não gosta.. Eu, ao menos, li todos os livros da saga "Crepúsculo" e digo de cadeira que é um lixo.. Desculpa, eu não me contive..
O meu conto faz parte do mundo mágico de Harry Potter, é uma fábula presente no livro "Os contos de Beedle, o bardo" (Historia da Magia) Criado por J.K.Rowling..

O Conto Dos 3 Irmãos

"Era uma vez três irmãos que caminhavam por uma estrada solitária e sinuosa ao crepúsculo, a certa altura, os irmãos chegaram a um rio demasiado fundo para passar a pé e demasiado perigoso para atravessar a nado. Contudo, esses irmãos eram exímios em artes magicas, por isso limitaram-se a agitar as varinhas e fizeram aparecer uma ponte sobre as aguas traiçoeiras. Iam a meio desta quando encontraram o caminho bloqueado por uma figura encapuzada. E a Morte falou-lhes. Estava zangada por ter sido defraudada em três novas vítimas, pois normalmente os viajantes afogavam-se no rio. Mas a Morte era astuta. Fingiu felicitar os três irmãos pela sua magia e disse que cada um deles havia ganho um prémio por ter sido suficientemente esperto para a evitar. E assim, o irmão mais velho, que era um homem combativo, pediu uma varinha mais poderosa que todas as que existissem: uma varinha que vencera a Morte! Portanto a Morte foi até um velho sabugueiro na margem do rio, moldou uma varinha de um ramo tombado e deu-a ao irmão mais velho. Depois, o segundo irmão, que era um homem arrogante, decidiu que queria humilhar ainda mais a Morte e pediu o poder de trazer outros de volta da Morte. Então a Morte pegou numa pedra da margem do rio e deu-a ao segundo irmão, dizendo-lhe que a pedra teria o poder de fazer regressar os mortos. E depois a Morte perguntou ao terceiro irmão, o mais jovem, do que gostaria ele. O irmão mais novo era o mais humilde e também o mais sensato dos irmãos, e não confiava na Morte. Por isso, pediu qualquer coisa que lhe permitisse sair daquele local sem ser seguido pela Morte. E esta, muito contrariada, entregou-lhe o seu próprio Manto de Invisibilidade. Depois a Morte afastou-se e permitiu que os três irmãos prosseguissem o seu caminho, e eles assim fizeram, falando com espanto a aventura que tinham vivido, e admirando os presentes da Morte.
A seu tempo, os irmãos separaram-se, seguindo cada um o seu destino.O primeiro irmão continuou a viajar durante uma semana ou mais e, ao chegar a uma vila distante, foi procurar um outro feiticeiro com quem tinha desavenças. Naturalmente, com a Varinha do Sabugueiro como arma, não podia deixar de vencer o duelo que se seguiu. Abandonando o inimigo morto estendido no chão, o irmão mais velho dirigiu-se a uma estalagem onde se gabou, alto e bom som, da poderosa varinha que arrancara à própria Morte, e que o tornava invencível.Nessa mesma noite, outro feiticeiro aproximou-se silenciosamente do irmão mais velho, que se achava estendido na sua cama, encharcando em vinho. O ladrão roubou a varinha e, à cautela, cortou o pescoço ao irmão mais velho.Assim a Morte levou consigo o irmão mais velho. Entretanto, o segundo irmão viajara para sua casa, onde vivia sozinho. Aí, pegou na pedra que tinha o poder de fazer regressar os mortos, e fê-la girar três vezes na mão. Para seu espanto e satisfação, a figura da rapariga que em tempos esperava desposar, antes da sua morte prematura, apareceu imediatamente diante dele.No entanto, ela estava triste e fria, separada dele como que por um véu. Embora tivesse voltado ao mundo mortal, não pertencia verdadeiramente ali, e sofria. Por fim o segundo irmão louco de saudades não mitigadas, suicidou-se para se juntar verdadeiramente com ela. E assim a Morte levou consigo o segundo irmão. Mas embora procurasse durante muitos anos o terceiro irmão, a Morte nunca conseguiu encontra-lo. Só ao atingir uma idade provecta é que o irmão mais novo tirou finalmente o manto de invisibilidade e deu ao seu filho. E então acolheu a Morte como uma velha amiga, e foi com ela satisfeito e, como iguais, abandonaram esta vida."
Então por fim são chamadas de Relíquias da Morte, que são: A Varinha das Varinhas, a Pedra da ressurreição e a Capa da Invisibilidade.

Blogs Que Participam do Meme:
Única e Exclusiva
Saudades e Outras Tatuagens
Chocolate com Pimenta

6 comentários :

Winny Trindade disse...

Ahhh, eu adoro esse livro e esse conto!!

^^

Natalie disse...

Esse conto, esse livro, esse mundo... É o melhor de todos, o melhor que existe, simplesmente. ^^

Denise Portes disse...

Lara querida,
Gostei muito de ler esse conto, eu não conhecia. Você sabe que eu tenho um pé na magia rs
Um beijo
Denise

Valéria Bernardo disse...

Amiga adorei o conto nunca tinha lido nem ouvido falar, aff essa vida futil q to levando sem trampo ta me matando bj linda♥

Fernand's disse...

eu amo harry potter. crepúsculo é fichinha perto! rsrs


bjs, larinha!

te seguirei, assim como o vento... disse...

ameiii de coração
assisti o filme e ja tinha lido...
Bju

Google Analytics Alternative