quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

'Causos' de amooor: O menino da outra rua e o momento decisivo.

Depois de ser esculhambada pelo colega de classe, só porque não sabia beijar de língua, fiquei me sentindo uma pata. Conheci outros garotos, mas fiquei com medo de beijar alguém novamente, e foi ai que conheci o menino da outra rua.
Tínhamos amigos em comum, jogávamos queimada juntos e todas as vezes que eu estava brincando com minha bonecas, ele sentava do meu lado e dizia que era pai delas, lindo isso, né? *.* Acredito que ele foi minha primeira paixonite. Lembro que ligava para casa dele e ficava calada, sempre SEMPRE era a mãe dele que atendia, depois de algum tempo ela atendia e falava: "É dá casa de fulana, né? Vocês daí que passam trote para cá.." Fiquei desesperada, como ela sabia que era da casa de minha mãe! A noite minha mãe me coloca de castigo porque a mãe dele disse que eu ficava passando trote para casa dela, tentei argumentar que gostava do filho dela e que fazia como nos filmes e novelas, que as meninas ligavam para o amado e ficavam calada.. Mas conseguir um castigo e um mês sem tv. Essa foi minha vida Brasil.. =( 
Logo depois começamos a namorar, só dava selinho nele, porque tinha medo dele falar que não sabia beijar, ele brincava comigo de boneca, de acampamento, era divertido.. Até passar 3 meses, ele terminar comigo, porque eu não beijava ele, que eu era sem graça. Ouvir isso minha pré-adolescência TODA, que eu era sem graça, que eu não sabia beijar.. Lembro que fiquei dias ouvindo música e chorando, e para completar uma amiga disse para ele isso, e ele foi na minha janela e começou a ri da minha cara, e espalhou para rua toda que eu era retardada, que amava ele e vivia chorando por ele..
Foi ai que minha irmã Drew disse uma coisa que nunca mais vou esquecer na minha vida: "Esse é o momento decisivo! Ou você vira lésbica e esquece os homens ou encara eles.. Que uma dica? Comece a andar com eles, você vai aprender algumas coisas e se você é sem graça, ESTUDE! O que não podemos ganhar com a beleza, ganhamos com a inteligência!"  - É por essas e outras, que apesar de tudo, ela é minha irmã preferida ^^ -
Depois disso comecei a andar com homens e a devorar livros.

11 comentários :

Sophia Pazos disse...

Achei o máximo esse final, fechou com chave de ouro seu texto. Eu tb era super sem graça, era a quietinha da turma e a misteriosa calada, hoje me sinto bem mais poderosa do que na minha adolescência...

Bju amiga linda

Pri Dias disse...

Sua irmã disse tudo.
"ESTUDE! O que não podemos ganhar com a beleza, ganhamos com a inteligência!"
É assim que vou vivendo minha vida,
estudando pra ganhar com a inteligência =)

Ariadne Veloso disse...

É engraçado , e tenso, sua irmã tem toda a razão, ter amigos homens é saber do mundo deles, das opiniões deles.
Ninguém diz que você era assim né, gostei do texto.
Beijos :*

Teorias de Gi disse...

É isso ai temos que encarar (ó quem fala rsrsrssr) eu vivia correndo dos meninos pra não beijar e
ai iventei q naum ficava com ninguem pq tinha um ficante, mas q ninguem conhecia.....mentiraaaaa deslavada ... acredita q meu primeiro beijo foi com um menino q tbm não sabia beijar...foi traumatico demais... ai que eu corria rsrsrssrsrsrs! Sua irmã é ótima conselheira... beijusssss!!!

Engraçadinha disse...

Kkkk. Muito bom. Por q as meninas fazem isso? Botam musica pra chorar. Hj eu acho isso tãããão patético, mas nossa, como chorei na janela vendo carros passando ao som de Kid Abelha c rosto lavado de lágrimas!

Kinha disse...

a gente realmente aprende muito andando com eles. Ela te deu um ótimo conselho mas ela não podia ter te ensinado a beijar? Pô.

Júuh . disse...

kkkkkkkk só vc viu Larinha? adoreei!
menina que trauma esse, mas quem te vê hoje nem diz! tb já chorei horrores por causa de casinhos assim!

Beeijo baby

Kendrya disse...

Uui bebê, assim vc me mata.
Ta começando a esquentar esses causos, nao demora e ja ta apalpando, liberando peitinho e pagando unzinho pro gato. Quero ver, e sua irma deve ser tudo de bom...

Flor disse...

A gente vai aprendendo desde cedo, e aposto que foram lições importantes. Quem não teve esses causos de amor? O cara que eu dei o primeiro beijo, além de me babar toda, nunca mais olhou na minha cara kk desde cedo traumas!

Beijos, desculpe a demora, mas eu sempre apareço =*

Leka disse...

Pô tem sempre uma fase da nossa "jornada rumo a vida adulta" que é braba e a gente tem alguns medos e acabava fazendo (ou não)coisas que depois nos deixavam mal...mas esse conselho foi da hora mesmo! Bela "yoda" ela foi!kkkk!

Bjs, e boa semana!

Natália disse...

Sempre dei sorte com essas coisas. Sempre ouvi "nossa, como vc beija bem", mesmo de caras com quem eu tinha achado o beijo uó, pq era aquela coisa meio "desentupidor de pia" ou então "liquidificador". Nossa, como já peguei cara q beijava mal, putz! Mas NUNCA tive coragem de falar nada pra eles. Acho babaca, né? E muito babaca esse aí que te chamou de sem graça. Mas bota babaca nisso.

E.. beleza é um conceito muito relativo. Além disso, não é tudo. Acho que a pessoa tem que ser interessante, o que não significa, necessariamente, ter devorado muitos livros. Conheço muitos nerds que não são nem um pouco interessantes, pq só sabem falar de assuntos específicos, não têm vida offline, não têm experiência/vivência/aventuras, tampouco nenhum traquejo social.

Mas, sim, também há uma leitora contumaz dentro de mim! Mas desde pequena, desde muito antes de me interessar por garotos. Culpa de vovó, que me ensinou a ler com 4 anos e me tornou uma apaixonada por livros.

Bjão!

Google Analytics Alternative