quarta-feira, 8 de junho de 2011

Os Excluídos Nada Anônimos Desse Mundo: .Intense.

A menina do sorriso largo. Minha historia com a Intense vai além de uma blogueira comum que eu leio e acompanho sempre. Além de uma blogueira que eu gosto dos textos. Minha historia com a Intense vai além disso. No dia 19 de Maio de 2010, andando perdida pelos blogs, acabei achando esse texto: .Tendo a lua. E passei meia hora chorando (E chorei agora ao ler de novo). A maioria das pessoas não vão entender. Mas a Intense foi a 1° que me identifiquei na blogosfera. Foi o 3° blog que comecei a seguir e o 1° que sentia e passava pelas mesmas coisas que eu. Todo mundo sabe como começou minha historia aqui. Minha separação estar em páginas amarelas desse blog e a Intense também sofria uma separação. Ela me entendia, ela sabia das coisas. E a cada texto dela era um reconforto de que não estava sozinha e que não estava ficando maluca de sentir tantas dores. Ela sentia também. Só quem sofre de amor entende quem sofre. E foi assim. Fui a conhecendo e acabei descobrindo, que além da Intense que sofria de amor, existia a Intense do sorriso largo (Um dos mais lindos que já vi!), da que amava all star e subir na sua moto, da que ama flores, da que fica feliz em dormi entre um intervalo e outro, da que sempre muda de ideia, da paulista que cresceu em Minas e tem cara de mineira, da que gostava de fugir no meio da semana para ver as amigas, da que é super crítica e espontânea, que se acha sexy de rosa e branco, mas que ama preto, que amou o 1° ano da faculdade, que é a mãe da Dandara, que ama lasanha, que adora receber e-mail, que é de escorpião e que o lema da vida dela é: Se for pouco, eu não quero. No auge dos seus 24 é a 4 com o blog é uma das melhores pessoas que já conheci nesse mundo. Com cara de rica mas filha de passadeira, que por sinal ela tem muito orgulho disso, Intense lutou muito para conseguir chegar aonde estar, na verdade ela ainda faz mais uma faculdade. E ela assim como eu superou, sobreviveu e viveu de novo o amor, como disse assim como eu o MESMO amor: O gold. E durante essa semana que pensei em escrever sobre ela, achei um texto dizendo que mesmo depois que já estava com ele, não conseguia falar sobre isso, falar no blog, para as pessoas, me identifiquei mais uma vez, eu TAMBÉM sentir esse medo, essa felicidade é tão boa que parece que a qualquer momento pode ir embora e falar sobre, soa meio precipitado. Mergulhei nesses 4 anos do Excesso Intenso e não só me identifiquei, como também me vir em muitas situações. O apelido Intense (Sei o nome, mas acho que não posso falar) cai perfeitamente como uma luva e acho que ela também deixa se ver um pouco por aqui por causa de tanta intensidade..
Nessas subidas e descidas de felicidades, deixo aqui 2 fatos para você lembrar que a maioria das vezes você é feliz, que tudo passa, e que de jeito nenhum você volta para Tia Terapeuta..
A formatura da sua 1° faculdade, uma das fotos que você mais gosta!
Um resumo de um dos melhores anos da sua vida: 2009!
.. Ao menos não por nos blogueiros, que sentimos juntos, vivemos juntos, toda essa intesidade e que no fundo sabemos, que você ainda é a menina, aquela menina.. Do sorriso largo! :)

14 comentários :

Denise Portes disse...

Lara,
Linda a sua manifestação de carinho, adoro esse seu lado doce.
Um beijo
Denise

Leka disse...

Tem amigos na blogosfera que realmente a gente acaba tendo uma afinidade muito grande!
bjs e paz!

Lília disse...

Lara, o texto ficou lindo, adoro essa seu jeito espontâneo de escrever!

Vou dar uma passada no blog da sua amiga!

Beijos!

Júuh . disse...

É impossivel não amar a Intense!
Também me identifico com muita coisa que ela escreveu em seu blog, e amo ler cada palavra nova que ela posta por lá!

Muito linda a sua homenagem!
Beeijoca!

Anônimo disse...

I like this site^-^

Marcos de Sousa disse...

É lendo blogs que percebemos que as dores apenas mudam de endreço e de forma a ser expressada.

Adoro essas matérias que você faz sobre blogueiros.

Beijos

.Intense. disse...

Que presente lindo, amiga. *.*
Chegou em muita boa hora e, embora não vá contar sobre os últimos dias, uma hora eu conto e vc vai ver como ele chegou numa hora bonita.

Confesso que sempre que via essa sessão aqui, pensava (na voz do Leoni): por que não eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeu, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, por que não eeeeeuuuuuuu? xD

ahuahuahuahuahuha Fiquei feliz demais, pelo carinho nas suas palavras, e por saber - novamente - que minha dor pode ajudar alguém a ser sentir menos sozinha, mais humana...embora não menos maluca. Mas né? A gente não pode tudo.rs Fiquei surpresa pelas fotos - essa montagem é tão antiga, que eu mal sei onde vc achou ela.rs

Obrigada pela declaração de carinho, Lara. Saiba que meu sorriso aberto se abriu gigante quando leu seu email. Obrigada de verdade. E, saiba que pode contar comigo, meus textos, desabafos, comentários, conversas no msn...sempre. Ando sumida, mas só de não comentar - no trabalho tá bloqueado e, quase não tenho tido tempo de acessar a net de casa. Mas pode saber que tou sempre te lendo, as coisas que ninguém merece, a ascensão do All Star e as peripécias de Peni. E me divirto!

Beijo grande, intenso, de carinho.
:*

Natália Santos disse...

Lara vc fala com uma intensidade forte e com um carinho das pessoas que vc gosta e se identifica.É emocionante! Saudades de ti.Beijão!

Sophia Pazos disse...

Ai...essa tag mexe com as pessoas, eu que o diga! A Intense deve ter tido uma grata surpresa!
Fui no blog dela ler o texto, deu até frio na espinha, sou sincera, não consigo nem imaginar como seria essa situação de separação, deve ser muito duro e triste. Aqui na blogosfera há muita identificação e uma ajuda a outra, isso não tem preço. Bju Larinha

Bih Dias disse...

SIMPLESMENTE AAAMEEEII SEU TEXTO! Tudo a ver também com a minha história. Por isso msm tbm comecei a seguir a Intense e tbm a vc, devido as histórias tão parecidas. Devido as 2ª's chance ao "velho amor, ainda e sempre"
Merecida homenagem...

Beijos e queijos ;*

Fenix disse...

Sabe o que é mais importante quando começamos a escrever um blog, é na transformação que passamos a sentir e vivenciar, cada palavra lida, escrita, nos da exatamente a dimensão do que precisamos fazer para sobreviver, que a dor sempre passa, porque é através dela que crescemos, que aprendemos a viver.
Fico feliz pela evolução!

ONG ALERTA disse...

Tudo tem seu coraçáo, beijo Lisette.

Keila disse...

É tão bom falar das flores...

Noe* disse...

Amizade é isso: tesouro dado, caído do céu.

Um beijo, flor =*

Google Analytics Alternative