quarta-feira, 20 de abril de 2011

Refúgio Feliz: 1 Ano, Ou Melhor, O 1° Ano



"E assim eles me mostraram:
Passe dos limites da sua casa, da sua turma
Se comunique sem nenhum tipo de rótulo
Supere seus limites
Não se conforme com a informação
Busque, atreva, ultrapasse os muros impostos
Atravesse a linha do seu horizonte
Eleve seu espírito como um flash
Sem destino, em todas as direções
Supere seus limites de respiração, de força de bicho
Como um macaco nu que luta incondicionalmente pela vida
Então, sinta mais...
Abrace cada sentimento seja ele qual for
Como se abraça a quem se ama
E quando precisar, chore
Onde estiver, chore
E um dia, dance...
Um dia dance do jeito que você quiser
Sem dúvida, as pessoas que dançam com verdade
São pessoas muito mais felizes
E por mais louco que possa parecer
Não me ouça
Pois posso ser apenas mais um tijolo daquele muro que você quer
Passar..."

Me lembro dos meus 9 anos. Da manhã de natal. Do sol quente. Do campo. Da minha 1° agenda. Aonde eu apenas tentava esboçar sentimentos. Aqueles que eu esvaziava durante a noite. Que eu grita na cara de minha mãe nas brigas. Naquela época eu achava que tinha problemas. Só por causa de uma separação. Hoje eu sei.. As pessoas não dão certo e não vivem juntas para sempre. Essa experiência me ensinou a desabafar. A por para fora. Só que do jeito certo, já que desabafar para mim era chorar e grita com as pessoas. Nos anos seguintes, tive milhares de diários e agendas que falava de tudo. Depois fui reprimida por escrever de mais e mudei, deixei de ser eu mesma.. Na verdade, na minha adolescência, me perdi e me achei por ai. E em cada página eu tentava me encontrar. Aos 18, as pessoas olhavam estranho, "Como? Um diário? Isso não é meio infantil?" NÃO! Isso é libertação! E ai, enquanto eu, sempre dramática, tinha vivido de tudo e cada ano seria o pior da minha vida, chega o final de 2009: Já não escrevia tanto assim. Não tinha tempo. Agora tinha filho. Marido. Escrever ficou em segundo plano. Para os dias eu que eu pirava, e chorar e gritar não fazia mais efeito. As coisas desmoronaram e eu nunca sofri tanto como antes, a diferença era que mesmo que eu tivesse falsos amigos, antes eles, mesmo os falsos, estava ali para ao menos dar uma palavra de conforto. Agora não tinha ninguém. Todos desapareceram, até mesmo os verdadeiros, estavam vivendo suas vidas e um mundo não para quando eu grito.. Costuma senta na rua e ver milhares de pessoas passando e eu repetia como mantra para mim mesma, que todos tem problemas, que tinha que ser forte, que iria passar.. 6 meses depois e as coisas só pioraram e até hoje me pergunto "Como eu superei?" E vem a na minha cabeça o meu refúgio feliz. Esse lugar que é tão meu, tão EU!
A um ano atrás, quando uma amiga perguntou se ainda escrevia, se não queria experimentar escrever "para fora" e que ter um blog era minha cara, cheguei me empolgar com a ideia, mas não tinha certeza como faria tudo isso funcionar.. Ainda com medo, escrevia textos que gostava, postava imagens bonitas e pensamentos soltos.. Mas ainda não era eu. Eu nunca tive problema com quem eu sou, na verdade, quem eu me tornei me dar bastante orgulho. Eu sempre fui para frente, fui de falar, de dar opinião, de ser aquela da turma que lutava pelos seus direitos, enquanto a maioria ficava calado. Nunca tive problema de falar de mim, se falar dos seus podres é um problema, os meus nunca foram, já que eu assumo as conseqüências dos meus atos, devido a isso, passei muito tempo sendo a "ovelha negra" da família, só por não preferir fazer minhas coisas por debaixo do pano. Se fizesse, não seria eu.. E era isso que eu queria, queria desabafar, falar das pessoas, falar de mim, dos meus problemas, e um certo dia eu fiz: Aos poucos comecei a ser eu mesma e fui aceita como eu sou, para mim, agora sim eu tinha um refúgio feliz, tinha meu mundo. Era eu em cada texto e até hoje as pessoas que me conhecem que me lêem, dizem que me ver aqui. Acho que é isso que eu deixo claro todos os dias. QUE AQUI EU SOU EU MESMA!
Então, vem a 2° parte de ter um blog: As pessoas! Os outros mundo que estão espalhados por ai. Aqui encontrei: mãe, irmãs, amiga de infância, pessoas boas, roqueira que entende de moda, mulher que adora se dona de casa e que sabe mais de moda e maquiagem do que cozinhar, pessoas que entendem de dores, artes e culinaria, amigas que sempre querem perder mais um peso, celebridades, diva do senhor, mãe que contam a saga da sua filha, grande escritores, adolescentes confusas, meninas que gostam de café.. E ai eu descubro o laboratório que é isso aqui.. E percebo que poderia ler mais do que eu lia em cada blog, me permitindo conhecer mais essas pessoas fantásticas que eu lia todos os dias. Descobrir que a amizade supera a distância, que amigo não precisa tá do seu lado par te dar um abraço e que as energias positivas sempre chegam. A esses responsabilizo por me ajudarem a sair do buraco..
Mas ter um blog também tem coisas ruins, tem que falar demais, faz você perde coisas, amigos, amor. Te traz problemas, e acreditem, não foram só para mim. Tem os anônimos que insiste em me derrubar, mas não bloquear-los é uma forma de dizer: "Olha, Eu não me importo!" E acho que as pessoas não são iguais a mim, e vêem problema em se expor, colocar um nome, ai precisam desse anonimato.. Mas sabem? Hoje eu aprendi que até as coisas ruins de certa forma são boas: Eu tirei tudo de ruim de mim E DE perto de mim..
E então 1 ano se passou, eu sempre falei muito, algumas pessoas entendem outras não, tenho 200 seguidores, o que significa que daqui a 5 anos, terei 1000 ^^ Que o importante é as pessoas me lerem e se encontrar em alguma parte do texto, e que comentário é uma forma de trocar ideia, criticar, concorda ou até mesmo para lembrar que estamos lendo.
Meu blog hoje foz 1, mas fará muitos, não vivo sem isso, hoje é básico.. E hoje é só o 1° dia.. Do 2° ano!

Agora deixando toda a filosofia de lado:
Parabéns Para essa Bagaça!!!
Obrigada a todos vocês que depositam suas energias positivas todos os dias por aqui.. Agora, levanta da cadeira e se joga na pista!!!


P.s: Post Programado, Viajei, Fui ali queimar a bunda..

13 comentários :

Sophia Pazos disse...

Ai, que lindooo!
Sabes que me emocionei com esse texto?
Sem querer ser abusada me senti um grãozinho dessa história toda, vi o seu sofrimento se transformar em alegria, em vida, acompanhei sua luta e tragetória e hoje mesmo sem nunca ter te visto sinto como se fosse minha amiga, sei que podemos contar uma com a outra, sinto que te conheço e vc me conhece.
Parabéns por um ano de blog, sei que não é fácil, sei que parece idiota para muitos, mas sabemos o quanto é importante e terapêutico pra nós...bju amiga

Leka disse...

Poxa adorei tudooo!
Conheco teu blog a pouco tempo, mas gosto muito da forma sincera como vc escreve e da sua atitude forte sem medo de ter personalidade!

Engraçado, quando começei a ser blogueira também estava passando por um momento difícil na minha vida...mas agora também estou mais equilibrada!

bjs e parabéeeeeeens hehhehe!
bom feriadão pra ti e sua filhota fofuxa!
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

Naty Santos disse...

Vejo muita gente dizer que começou com a ter um blog,como terapia.Eu fiz por diversão,mas,hoje em dia me serve como isso tbm...desabafo do meu jeito aqui.E cada vez q leio seus textos mais te admiro.Tantas coisas que vc passou na vida e se levantou.És forte! Te admiro!

Marina disse...

Nossa Lara!
Sabe, eu admiro voce por tudo! Independente dos fatos, está sempre contente e diz o que pensa.
Adoro você!!!!
Parabéns por manter esse blog!
;*

Anônimo disse...

ARRAAAAAAAAAAAAAAASOU!
BEJOS
Lejana.

Palavras Vagabundas disse...

Tem uma estatística que diz que 70% dos blogs abertos não chegam ativos ao fim do primeiro ano.
Parabéns você já venceu está nos 30% restante que gosta de escrever, ler e interagir.
bjs
Jussara

Winny Trindade disse...

Escrever é como limpar a alma e tirar o peso.

Parabéns! Gosto tanto daqui que parece que sempre estive por aqui.
Sempre!

Abraço meu.

ariiadne veloso; disse...

Aqui é uma tamanha diversidade , uma felicidade em cada comentário *-*
Estou na categoria de adolescentes confusas HSOAHSOASHAOSH Parabéns por este blog maravilhoso que você tem , e um dos melhores que leio *-*
Beijos :*

Nise disse...

Parabéns!Desejando um bom feriado com muitos doces rsrrsrs.Bjo

Cristyna disse...

sigo , segues - me ? $:

Sam. disse...

guriiaaaaa....adorei o blog!
a começar pelo nome...sou fã de Almódovar...Hable con ella, é meu favorito!!

mas bem, produtor à parte, fico por aqui, seguindo!

Um beijoooo!

disse...

Então...parabéns pra nós!!! o meu foi dia 21 Lara! bem pertinhooo!
Bjosss

Taiane Brito ;* disse...

Que esse seja o primeiro ano de muitos Lara, parabéns *-*

Google Analytics Alternative