sexta-feira, 25 de maio de 2012

Cartas para alguém

"Eu amei você aquela vez e eu te amo agora"

"Eu ainda lembro de você. Constantemente. Eu acho isso estranho, não era para ser isso tudo, você só entrou na minha vida, me fez esquecer o cara que um dia considerei ser o homem da minha vida e eu caguei tudo. É involuntário, eu costumo fazer isso, não sei se é o gênio, os surtos, não sei se tenho a arte trabalhada de afastar tudo que me faz bem, na verdade, eu não sei justificar, eu errei. PONTO. E eu poderia justificar essa carta porque hoje é seu aniversário, mas eu mentiria e não consigo fazer isso com você, não mais. A verdade que hoje ser seu aniversário é justamente o motivo que eu estava esperando para fazer isso a muito tempo, eu sempre quis escrever e sempre esperava, sempre travava, hoje eu não tenho desculpas, é seu aniversário, eu queria te apertar, te abraçar - O que eu ganharia muito com isso já que o seu abraço é um dos melhores lugares e lindo do mundo que eu já estive - te morde e te fazer sorri, saber se anda bem, quem é a dona do seu coração agora, se seu trabalho é legal, se ainda anda com as mesmas pessoas e se vai aos mesmos shows, quais seriados tem assistindo e se já assistiu "Os Vingadores", por fim, só queria saber mesmo se anda bem, e acima de tudo feliz.. Não me pergunte! Eu não sei se isso é amor, só sei que lembro de você quase sempre, geralmente porque eu sonho com você e surto achando, que sei lá, tu precisa de mim - As pessoas normais pensam assim, né? - Como aquela vez da moto, sonhei contigo, te procurei e você tinha caído de moto, foi horrível, principalmente por não poder te ver, saber se o acidente tinha acabado com você ou não, ganhei somente a sua voz, jurando que estava bem, e estaria ótimo com um pouco de gelo. E quando tenho esses sonhos, que antes eram tão ruins, com você me trancando em um porão, e com o tempo, eles ficaram tão leves e felizes, somente com você aparecendo e me dando um abraço, como se falasse: "Olha, tá tudo bem, eu estou aqui.." - Juro! Não entendo os meus sonhos.. - E eu dou asas a minha imaginação, e fantasio como seria se ainda fossemos 'nos' e não eu e você, se ainda estaria juntos, se teríamos filhos e se seriamos felizes.. Tá! Eu sei, só são fantasias, eu sei que eu te feri, que não estaríamos mais juntos, que possivelmente você ainda me odeia - O que é bom, considerando que é melhor que ser indiferente - e que nunca vai receber essa carta, mas eu precisava falar, eu sou a menina dos diários, lembra? Que ainda tem o poema de Drummond que você escreveu em uma das minha agendas.. É isso, eu vivo é dessa memórias, as mais simples e as que deveriam ser apagadas, como as dos 'buracos' que só nos 2 vai entender e ri. E mesmo que não receba ou leia essa carta, é só para dizer que ainda lembro, que você continua sendo o melhor, o que mais mereceu e te quero bem, sem cobranças ou fantasias de que você é um honrado e forte guerreiro, é só carinho, admiração, e para avisar que se algum dia, vai saber, se tu precisar, eu estou aqui, vou te ajudar, isso é o que os amigos fazem, né? Então, feliz aniversário, fica bem Vida.."

Um comentário :

Júuh . disse...

Invejinha boa de quem escreve tão bem. Queria eu ter uma imaginação assim, tããão fértil. Já escrevi algumas histórias sabe? Mas parece que minha inspiração resolveu mudar-se pra outro lugar, outra pessoa quem sabe... =/

Já disse que amo te ler, gosto das tuas histórias, verdadeiras ou não. Gosto, simples assim.

Não deixe que as coisas do dia-a-dia te sufoquem, não perca esse brilho e esse talento tão seus!

Muita gente aqui, assim como eu, te admiram, você consegue nos passar muito mais do que você imagina! Acredite!!!

Beeeijo mãe-menina-moleca!
Amo e amo!

Google Analytics Alternative