quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Cena do dia e o resumo da minha vida.. (Não chorem)

Cena do dia: Me encontrar, por acaso, com meu pai, fingir que não vi, ele começa a correr atrás de mim me chamando, e eu fingindo que não o conheço.. 

Essa pessoa me ligou no meu aniversário com o mesmo papo de todos os anos: "Desculpa, blábláblá, me perdoa, eu amo você.." Quando passa essa data, tudo volta como realmente é: Ele some e age como se não me conhecesse e se quer tivesse uma filha ou neta. Não dá para falar com uma pessoa que nem ao menos se esforça para fingir que realmente me ama, se ele me ligasse e falasse: "Eu sou um cagado, nunca fui o pai que vicê queria que eu fosse, mas né, sou seu pai, amo você e tal.." Eu ao menos o respeitaria, mas com mentiras, só me faz correr na rua fingindo que não o conheço... 

Meu aniversário foi realmente muito divertido, adoraria postar fotos desse momento feliz, mas o que se ver nas fotos são ângulos errados e cabeças cortadas, acho que minha amiga que tiro as fotos tinha usado drogas antes de ir a minha festa, porque só isso explica não ter uma foto digna para postar. A festa foi boa, recebi pessoas que realmente gostam de mim e minha família, Penélope até hoje não admite que foi o Meu aniversário, ela bate o pé dizendo que foi dela e apagamos as velinhas juntas e tudo (Pena não ter a foto =/). Depois desse dia minha vida se resume a 4 horas dormida por noite, dores no corpo, minha cabeça doí, meu ouvido doí, meus olhos doem, não tenho estado bem fisicamente, nem psicologicamente, e viver tem me dado preguiça =/ É como se a tensão pré-aniversário, que eu não tive, virou pós-aniversário, e olha, que inferno astral: Tô triste, carente, me sentindo sozinha, com tô tpm e não me canso de dizer, estou sem um pingo de vontade de viver e por isso não tenho escrito, não quero falar, quero me enrolar no edredom e dormir sem ter hora apara levantar, sem comida, trabalho, chefe, casa.. 
Queria ter que não correr fingindo que não conheço o meu pai, não queria chorar quando chegasse em casa depois disso.

9 comentários :

Regina disse...

Tamo junto. :(

Mariana Leal disse...


Seu blog é lindo, muito fofo mesmo*0* parabéns!! Já estou te seguindo amada =))

Convido voce e suas leitoras a conhecer meu blog

toobege.blogspot.com

Beijinhoooos ;**

Gabriela Freitas disse...

Primeiro de tdo parabéns atrasado, depois nem imagino sua situação em relação ao seu pai, deve ser uma barra, mas perdeu/perde foi ele, uma filha incrivel e uma neta docissima!
Álias, que fofa a Penélope, haha, jurando que o aniversário foi dela.

Xisdê disse...

Eu entendo que você não tem um bom relacionamento com seu pai e sofre pelo "descaso" que ele apresenta... Mas ele já tentou conversar com você seriamente, além das desculpas? Ou você tentou perguntar a ele sobre o porquê ele faz isso com você?

Bom, eu tentaria...

Rafaele Cristyne disse...

Ah, Larita,deve ser muito chato ter que cruzar com ele e ele... Mas, veja, você vai ficar correndo na rua e fingindo que não o conhece pra sempre? E se você, é só uma opção, aceitasse que ele vai ser dessas pessoas que deveriam ser próximas mas com quem você vai cruzar apenas vezenquando e fazer um resumo da tua vida... ? Hum? Pensa nisso?

nah disse...

Dias difíceis ein colega.
Parece que só dormindo resolve.
te desejo força, força e felicidade.
beijos ;D

Cristiano disse...

:(

Ju disse...

Eu até ia comentar sobre o seu post... mas não resisto e tenho que falar o quão sem noção é o ser ali de cima que, depois do seu relato, escreve que "seu blog é muito lindo, fofo mesmo!" hahahahahaha

O povo nem disfarça que não leu!!! hahaha

No mais, força aí!

Natália T. disse...

Não sei o q é pior: o seu ou o meu... o meu pelo menos finge q não me conhece...

esses nossos pais =(

Ainda bem q vc tem Zé.. que é quase um pai pra vc tbm #)

Google Analytics Alternative