quinta-feira, 26 de março de 2015

Vivendo com tudo isso aqui...

Ontem W.O.I fez um ano e eu nem percebi, na verdade, ando tão louca que nem sei ao certo se foi ontem mesmo...
Eu preciso voltar, não é mais por um gostar, ou querer bem, é por mim, pela "outra", essa consciência que nem mesmo o superego tem controlado, sei lá, qualquer dia mato alguém sem nenhuma culpa, mas até provar que sou desequilibrada, já morri no xilindró, enfim, agora que eu ministro treinamento de PNL, tenho que ter a gestão do "eu" já que esse é o discurso, mas de verdade? Tô na merda, tá?! Tipo, total, muito mesmo, vivendo aqui com isso de tá de verdade na merda, ai o que eu faço? Tô aqui voltando para esse lá dos excluídos, afim de desopilar toda essa dor que não tenho conseguido externalizar.. Assim, não é que minha vida é uma merda total, nesse 2 anos, e tipo vou tentar resumi ao máximo, porque comecei a acreditar que minha vida não é mais um filme e sim uma série, com muitas temporadas, então vou fazer um copilado: Eu finalmente me separei de Zé, e de verdade, queria muito contar como fui humilhada AND enxotada da minha própria casa, mas esse não é mais um assunto de relevância, continuo trabalhando com educação corporativa, e obrigada meu Deus, porque eu descobrir CHOQUEM que eu gosto mesmo de gestão de pessoas, lido com gente o TEMPO TODO TODOS OS DIAS - neste momento, estou com um colega do trabalho me fazendo várias perguntas sobre tatuagens, que falando delas, agora tenho 10 -, vivendo com essa reviravolta que a vida deu, eu um ser que odiava gente, trabalhando AND amando trabalhar com gente - gargalhada do destino -, Penélope é a criança mais incrível de todos os tempos - Eu sei, é a vida dela, eu sempre digo que não vou falar dela aqui, mas é inevitável - ela compõe, dança, canta, interpreta é ultra inteligente, e não estou babando, ela é isso tudo mesmo, sou universitária agora, e me formo no fim do ano #obrigadaDeus porque assim, não aguento mais! Moro com minha mãe, que é algo que eu curto por fases e em outras eu passo muito ódio e raiva, mas como já disse aqui: ESTOU AQUI VIVENDO COM TUDO ISSO, continuo sem dinheiro, continuo sonhando em ser uma escritora reconhecida, mas na verdade estou na faixa dos escritores fracassados, sou uma encalhada com louvor, e se eu contasse metade das historias que aconteceram comigo nessa área da minha vida, bom, senta ai, vamos conversar, pega uma vodka, vamos chorar juntos, acho que de fato essa é a pior área da minha vida, e já estou em um grau de acreditar que aos 28 anos, vou morrer sozinha, solteira, gorda e com 20 gatos, ninguém me quer, e quem me quer, eu não me quero, porque, bom isso é assunto pra um próximo post, não posso chorar no trabalho, então.. é.. bom.. Acho que eu estou voltando.. então.. me amem, tá?!

4 comentários :

Pri Dias disse...

"Ninguém me quer, e quem me quer, eu não me quero." E é assim desde que o mundo é mundo. Bate aqui o/ tamo junto!!
P.s.: Bem-vinda de volta :)

Andy disse...

Amigaa! *-*
Estou de volta ao blog!
E que saudade meu Deus do céu! *-*

Sabe que se precisar, estou aqui!

Bruno Sofrozine disse...

"já estou em um grau de acreditar que aos 28 anos, vou morrer sozinha, solteira, gorda e com 20 gatos"

Paaaaara, que tá ridículo. haha

Elisabeth disse...

Pode deixar que vamos te amar muito.
Tão feliz de ter te achado amiga!

Google Analytics Alternative